Lixo em terrenos atrapalha combate ao Aedes aegypti em Imperatriz, MA

Mesmo pequenos espaços, como um copo descartável, são de grande risco.Situação revolta moradores que lutam todo dia contra mosquito da dengue.

G1

29/12/2015 08:19:37

Uma situação atrapalha o combate ao mosquito Aedes aegypti em Imperatriz (MA), no oeste do Maranhão: terrenos baldios espalhados pela cidade estão cheios de lixo. Em um deles, tem até pneus jogados. A situação revolta quem luta todo dia contra o mosquito e assusta diante dos casos de microcefalia.

Mesmo pequenos espaços servem de criadouros para o mosquito (Foto: Reprodução / TV Mirante)

Às vezes, nem dá para ver, mas o pequeno espaço oferece um grande perigo, como um simples copo descartável. Os terrenos baldios espalhados por toda cidade são sempre os lugares perfeitos para o mosquito e quem passa pelo local reclama, como encanador Rogério Saraiva Rodrigues. “Todo terreno baldio, a gente vê muito lixo, aí tem pneu, lixo, água, vai nascendo aquele foco de mosquito”, diz.

Agora, imagine quem mora ao lado desses terrenos. A aposentada Rita Lourenço do Vale sofre para manter o mosquito longe de casa, mas com um verdadeiro criadouro bem perto, fica complicado. “Muito perigo ali, mesmo, porque fica tudo aberto aí”, conta a moradora.

“O perigo não é só a questão da dengue, mas também dos carroceiros que chegam e também jogam lixo, a questão de bandidos que entram para usar drogas, para roubar casa como já aconteceu com uma vizinha”, afirma a pedagoga Hildenê Soares, outra moradora do terreno abandonado.

Alguns terrenos possuem placas que informam sobre multa (Foto: Reprodução / TV Mirante)

No terreno baldio tem até uma placa dizendo que o dono da área foi multado, mas pouco adiantou. E é fácil encontrar terrenos desse tipo. Lixo, entulho, mato, com as chuvas que tem começado a cair na região é preciso fica atento. Até porque depois que o mosquito fica adulto, combatê-lo é mais difícil.

De acordo com o Secretário de Meio Ambiente de Imperatriz (MA), Richard Sebba, o lixo que pode acumular água será retirado nesta terça-feira (29) do terreno pela prefeitura e o dono da área será multado.

Microcefalia
Não é a toa que os números de microcefalia em todo o Maranhão são cada vez maiores. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que já foram confirmados 87 casos de bebês com a doença em 43 municípios de todo o Maranhão.

Os dados da SES foram atualizados na última quinta-feira (24). Em Imperatriz foram cinco casos registrados de microcefalia. Nas cidades vizinhas de João Lisboa (MA), Açailândia (MA), Campestre (MA), Senador La Rocque (MA) e São Francisco do Brejão (MA) também foram registrados casos de microcefalia com suspeita de associação ao Zika vírus.

Na capital do Estado, em São Luís, os casos de microcefalia aumentaram em 110%, e dos 87 casos, uma morte foi registrada, na cidade de São José de Ribamar (MA).



noticias | vídeos | cobertura | velocímetro | quem somos |

SL3 Telecom© (Copyright 1997-2018) Todos os direitos reservados
São Luís / MA - Rua 14, Quadra 13, Casa 10, Vinhais
Fone/Fax: (98) 3235-6604 - E-mail: sac@sl3.com.br
Produced by Rafael Correia Paz | Márcio da Luz Sousa | Rafael Freitas