Em um mês de operação das forças federais no Rio, polícias apreenderam menos fuzis do que em 2016

Três operações conjuntas não apreenderam nenhum fuzil Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo

Rafael Soares

globo

11/09/2017 08:17:09

“Nosso foco inicial são as armas, em especial, fuzis”. A fala do ministro da Defesa, Raul Jungmann, resumia o principal objetivo da operação integrada das forças estaduais e federais de segurança no Rio: a apreensão de armas longas do tráfico. Um mês após o início das ações integradas, os resultados são decepcionantes. Um levantamento realizado pelo EXTRA a partir de dados da Polícia Civil revela que durante todo o primeiro mês de operação, foram apreendidos somente 15 fuzis na capital e na Baixada Fluminense — sete a menos do que no mesmo período do ano passado.

Todas as armas contabilizadas no levantamento foram apreendidas em ações isoladas da Polícia Civil e da PM. Os dados compreendem apreensões feitas entre os dias 28 de julho e 28 de agosto deste ano e do ano passado. A quantidade de fuzis apreendida na capital caiu de 17 para 11; na Baixada, a queda foi de 5 para 4. Na capital, a maior parte dos fuzis apreendidos é de calibre 556 — 8 dos 11. Já na Baixada, todos os fuzis recolhidos são calibre 762. Foram encontradas armas de origem americana, sérvia, belga e iemenita nas mãos de traficantes.

Nenhuma das ações em que fuzis foram apreendidos no período teve apoio das Forças Armadas. Nas três operações conjuntas que aconteceram em agosto — duas na Zona Norte do Rio e uma em Niterói —, nenhum fuzil foi apreendido.

Na operação Onerat, no Complexo do Lins, na Zona Norte, foram apreendidas três pistolas, duas granadas e quatro radiotransmissores. Na Dose Dupla, em Niterói, nenhuma arma foi localizada pelos agentes. E na Conisi, no Jacarezinho, também na Zona Norte, Foram encontradas nove pistolas, uma espingarda calibre 12, um revólver, duas granadas improvisadas, 250 munições de calibres variados.

Ao longo deste mês, no entanto, o número de pistolas apreendidas na capital e na Baixada cresceu em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 200 pistolas encontradas neste ano — o número inclui 12 pistolas encontradas nas ações conjuntas. Em 2016, 175 armas curtas foram apreendidas no período.



noticias | vídeos | cobertura | velocímetro | quem somos |

SL3 Telecom© (Copyright 1997-2017) Todos os direitos reservados
São Luís / MA - Rua 14, Quadra 13, Casa 10, Vinhais
Fone/Fax: (98) 3235-6604 - E-mail: sac@sl3.com.br
Produced by Rafael Correia Paz | Márcio da Luz Sousa | Rafael Freitas